sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Manifestação de apoio ao Hamas


Manifestação de apoio ao terrorismo do Hamas contra Israel solidariedade com a Palestina esta tarde em Lisboa. A extrema-esquerda estava toda representada ao mais alto nível. Reportagem fotográfica aqui.

16 comentários:

Anónimo disse...

É caso para dizer:
Marx e Maomet, a mesma luta!
F.G.

João Vaz disse...

Gostei particularmente do rapaz embrulhada na bandeira do movimento gay. Ningu´´em o informou de como ´´e que o Hamas e os seus amigos tratam a rapaziada da "sexualidade alternativa"?

DL disse...

Julgo que ninguém o deve ter informado. 99% dos manifes são desinformados por natureza.

Inês disse...

A manifestação não era a favor do Hamas, era a favor da paz e do fim do bloqueio da Palestina, que são coisas muito diferentes. Infelizmente um reduzido número de pessoas confundiu as duas coisas e estavam a apoiar o Hamas, mas 99,9% das pessoas só queriam era paz e liberdade. Fico muito triste que essa tenha sido a única ideia que conseguiram captar da manifestação.

DL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DL disse...

A favor da paz??? Não havia um único cartaz a condenar a ações do Hamas: o lançamento de rockets contra civis israelitas, os túneis do terror, o uso de civis como escudos humanos, etc. Em relação ao bloqueio só vi cartazes contra o israelita. Para o egipcio nem uma palavra.

Já agora Inês responda-me se souber: por que motivo ainda não fizeram uma manifestação "pela paz" na Síria em frente à respectiva embaixada? Também há uma guerra nesse país e já matou 170 000 pessoas.

Anónimo disse...

E durante todos os meses em que os rockets não pararam de ser lançados pelo Hamas sobre Israel, onde é que estavam estas "pombinhas"?
JM

Anónimo disse...

A fotografia de cima é uma séria advertência ao que está reservado às mulheres em Portugal: ficam em casa para aliviar a testosterona, parir, e dar de mamar à prol destes animais.

Lura do Grilo disse...

Esta Inês ou é divertida, ou é ingénua, ou é tontinha ou é igual ao Hamas ou é uma loira burra.

Anónimo disse...

Se uma escola com crianças israelitas tivesse sido bombardeada pelo Hamas estava tão condoído e revoltado como estou assim. O estado organizado e democraticamente eleito de Israel andar a bombardear escolas da ONU devidamente assinaladas e a matar crianças causa-me uma indignação e repulsa indescritíveis, tanto mais que a expectativa para um estado organizado e democrático deveria ser um bocadinho superior... mas enfim serei eu ingénuo aqui talvez concedo mas sou suficientemente esclarecido para saber que de uma manifestação maus aproveitamentos é o que sempre mais há, daí a colocar em pé de igualdade todos os que clamam pela paz... O respeito pelo próximo e a clarividência de distinguir entre julgamento de povos e nações e de actos que recrimináveis existem sempre de entre todas as nações como justos também e a procura pela justiça e não pela vingança mas sem desculpabilizações de actos iníquos nem o alimentar de ódios é o caminho para a paz e a justiça e felicidade de todos. Haverá sempre alguém que lucra com os conflitos e esses tentarão sempre alimentar ódios, discórdias e vinganças só apelo a que não fomentem esse caminho, não se deixem arrastar...

Pedro

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Está na altura dos países europeus efectuarem um levantamento rigoroso dos muçulmanos que polulam as suas fronteiras, distinguir os que trabalham e produzem e eliminar a permanência do ociosos e dos pelintras que vejetam pelas madrassas e pelas mesquistas. Estamos em perigo. O ocidente deve proteger-se destes inimigos que usam a nossa casa mas desdenham o dono que lhes dá alimento e sustento. Recambiar esses inadaptados ás suas terras de origem e começar a estancar o perigo real...

Lura do Grilo disse...

"O estado organizado e democraticamente eleito de Israel andar a bombardear escolas da ONU devidamente assinaladas e a matar crianças causa-me uma indignação": Não anda a bombardear escolas da ONU. Uma escola foi atingida por um obus do Hamas. Ontem foi um ataque nas imediações da Escola a dois motorizados. Agora seria de perguntar à ONU a razão de guardar armas nas suas escolas. A ONU é parte do conflitos? Aliás os terroristas do Hamas visam especificamente crianças e cerca de 160 morreram a construir túneis: esta historia das crianças é completamente despropositada e chantagista.

Anónimo disse...

Desculpe mas não considero despropositado nem chantagista dado que não levantei a questão de uma forma sectária. Aliás não tenho nenhuma proximidade a nenhum dos beligerantes. A protecção das crianças filhas seja de quem forem e nasçam onde nascerem da violência nunca acharei algo despropositado! (de todos os inocentes e sem poder de escolha nem culpas mas das crianças que, por maioria de razão o são, já que não têm poder de escolha e ninguém escolhe onde nasce!)

O estado de Israel têm dos melhores serviços secretos e especiais do mundo e é um estado organizado portanto esperar mais e melhor, mesmo na forma como se defende, e ter uma expectativa superior relativamente ao grau de exigência que se auto impõe relativo a danos colaterais "vidas de inocentes" do que outros tipos de organizações denuncia, por minha parte, não chantagem mas sim e apenas consideração.

Mas expectativas diferentes não implicam que a minha indignação seja menor parta a violência de onde partir e quanto às suas questões sobre armas, ONU e instrumentalização e sacrifício de inocentes sobretudo crianças não deixo de as considerar igualmente pertinentes. Aliás o meu comentário terminando com a referência aos que lucram com a venda de armas e com o alimentar de conflitos já ia nesse sentido.

Indignar-mo-nos e condoer-mo-nos com as crianças inocentes palestinianas vitaminizadas não pode ser um acto chantagista nem é, de certeza isso lhe garanto, anti-semita da minha parte e como não menor é o meu instinto de protecção para com os filhos de Israel. Nem a minha indignação está dependente nem é maior nem menor consoante a origem do projéctil nem da nacionalidade da vítima nem conforme quem têm a responsabilidade da acção.

Só sinto que enquanto humanos e sem qualquer instrumentalização, temos o dever de pugnar pela defesa de todos os inocentes, especialmente os mais indefesos,mormente as crianças, de todas as agressões contra si cometidas partam de onde partirem!

Pedro L.

Anónimo disse...

O estado de Israel têm dos melhores serviços secretos e especiais do mundo e é um estado organizado portanto esperar mais e melhor, mesmo na forma como se defende, e ter uma expectativa superior relativamente ao grau de exigência que se auto impõe relativo a danos colaterais "vidas de inocentes" do que outros tipos de organizações denuncia, por minha parte, não chantagem mas sim e apenas consideração.

Mas expectativas diferentes não implicam que a minha indignação seja menor parta a violência de onde partir e quanto às suas questões sobre armas, ONU e instrumentalização e sacrifício de inocentes sobretudo crianças não deixo de as considerar igualmente pertinentes. Aliás o meu comentário terminando com a referência aos que lucram com a venda de armas e com o alimentar de conflitos já ia nesse sentido.

Indignar-mo-nos e condoer-mo-nos com as crianças inocentes palestinianas vitimadas não pode ser um acto chantagista nem é, de certeza isso lhe garanto, anti-semita da minha parte e como não menor é o meu instinto de protecção para com os filhos de Israel. Nem a minha indignação está dependente nem é maior nem menor consoante a origem do projéctil nem da nacionalidade da vítima nem conforme quem têm a responsabilidade da acção.

Só sinto que enquanto humanos e sem qualquer instrumentalização, temos o dever de pugnar pela defesa de todos os inocentes, especialmente os mais indefesos,mormente as crianças, de todas as agressões contra si cometidas partam de onde partirem!

Pedro L.

Nelson BR disse...

ora pois, pois, mais parece uma manifestação brasileiros. E eles pensam que enganam quem? Seria apenas mais um conto da carochinha não fosse a barbárie que promovem no Oriente Médio. 11 milhões de muçulmanos já morreram em guerras entre eles mesmos.

Paulo disse...

Quem é esse maluco com a bandeira gay??? Fiquei sem entender o que faz esse gajo aí. :D