quinta-feira, 23 de abril de 2009

Já há quem fale na Argentina

Ninguém vai ligar nenhuma a estas palavras. Nem a estas, nem às de outros, como Medina Carreira, que há anos que vem alertando para a séria situação da economia portuguesa. Estes diagnósticos não têm sido desmentidos por ninguém, e nem era preciso. Em Portugal ninguém liga nenhuma a pessoas sérias. Preferem ir no canto da cigarra. Para esta situação muito tem contribuído a classe política, que não só não diz a verdade sobre as coisas, como ainda faz passar para a opinião pública, a ideia de que "o Governo" é que tem de resolver todos os problemas. Desresponsabilizar o país e assumir a responsabilidade na resolução da crise, é algo que os políticos deveriam evitar fazer, porque isso desmobiliza as pessoas e alheia-as da situação.

4 comentários:

Anónimo disse...

O Governo não quer dizer a verdade aos Portugueses: Portugal caminha para a falência.

Levy disse...

Anonimo das 21:29,

infelizmente é como diz.

Anónimo disse...

Também é a falta de meritocracia e a corrupção que estão a deixar de rastos este Pais. Estou seriamente a pensar deixar isto !

Levy disse...

Anónimo, 21:50

A meritocracia não é um conceito que tenha aceitação em Portugal. É logo rotulado de "fascista" e "inimigo dos trabalhadores", etc. Se tem oportunidade, fuja daqui.