segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Uma multidão passeou-se por Lisboa

Cerca de 30 pessoas manifestaram-se hoje em Lisboa reclamando o boicote a Israel e proclamando  solidariedade com a Palestina. O ajuntamento pretendeu assinalar os dois anos do início da Operação Chumbo Endurecido e contou os habitués destas ocasiões: Ana Benavente, SOS Racismo, Comité Palestina, Associação Abril, Plataforma Anti-Guerra e Anti-Nato. 
Como de costume, a ideia principal é fazer passar a tradicional mensagem anti-israelita, cada vez mais mal disfarçada de 'solidariedade para com os palestinianos'. Basta perder um minuto a ouvir a conversa desta gente, para se perceber o que pretendem: dizem-se contra o bloqueio à Faixa de Gaza, mas defendem um igualzinho contra Israel; condenam o bloqueio israelita, mas não gastam uma palavra com o egípcio; são contra a ocupação dos territórios palestinianos da Judeia e da Samaria, mas mostram-se completamente indiferentes à ocupação que o Hamas faz da Faixa de Gaza. Já para não falar na repetição até à náusea das tradicionais invenções do agitprop anti-semita anti-sionista: Gaza é o maior campo de concentração do mundo, parem com pérfida colonização judaica, abaixo o muro da vergonha, etc. 
Os fins justificam os meios, e estas pessoas continuam a usar os palestinianos na sua luta politico-ideológica contra o imperialismosionistanazifascista ocidental.  Nada de novo portanto.

7 comentários:

Estaline, Pai dos Povos disse...

Volta camarada Adolfo, estás perdoado.

David Levy disse...

Caro Estaline,

só publiquei o seu comentário para os leitores deste blogue se poderem aperceber melhor do estilo de pessoas que se manifestam contra Israel.

Anónimo disse...

É o mesmo tipo de gente que acha que o MOSSAD está por detrás dos ataques de tubarões no mar Vermelho...
Bem, vi no Insurgente que, além dos tubarões, agora os malandros dos Sionistas andam a usar medusas para atacar turistas!
Contra isto não se podem usar argumentos racionais, só se pode sugerir a estas pessoas que consultem com urgência um psiquiatra. Não há pachorra...
F.G.

Dylan disse...

O que é que Estaline tem a haver com o Adolfo?!...
Que grande cromo, este "pai dos po(l)vos!"

Joaquim Simões disse...

Algo de novo...? De uma esquerda caquética...?

LGF disse...

A extrema-esquerda portuguesa (e a europeia) é uma vergonha. Completamente rendida aos anti-semitas e aos islamofascistas.
Bem, a verdade é que o tal "paizinho dos povos" não gramava nada os judeus.
Por isso, o facto de haver anti-semitismo na esquerda não deveria ser novidade para ninguém...

Dr. Barreto disse...

Tratam seres humanos como simples gado e ainda vêm para aqui armados em «democratas» e «humanistas».

É preciso não ter vergonha na cara!