sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Mahmoud Abbas para Nobel da Paz

Era de admirar se o grande prémio do World Press Foto não fosse atribuído a uma fotografia relacionada com a causa palestiniana. Há coisas que nunca mudam. Agora só falta dar o Prémio Nobel da Paz a um palestiniano. A Mahmoud Abbas por exemplo.

5 comentários:

Anónimo disse...

E porque não ao Bin Laden? Quando ouvi a notícia no rádio, e a descrição da fotografia, não pude deixar de sentir asco e revolta...
JM

Anónimo disse...

Só falta saber se as crianças mortas o foram por causa de uma acção israelita ou por um rocket de Gaza.

I. B. disse...

O Al Público, contudo, interessado que está em promover o ódio a Israel, não publica a hiperligação do seu nem do meu, nem de outros blogues que desmontam esta miséria.

O antissemitismo está de regresso. Os meus comentários foram até varridos da caixa de comentários dessa publicação islamista e antissemtita, e já só restam quase exclusivamente os de pessoas que acham que Israel é o mau da fita.

Não sabem que os terroristas islâmicos usam as crianças como escudos humanos e que as educam para o martírio na guerra aos «infiéis».

E quem quer divulgar a verdade não tem voz. São muitos séculos de antisssemitismo. O ódio está muito infiltrado. E a conjuntura política e económica favorece nova perseguição. Há crise? A culpa é dos judeus, claro; tell me something new! O mundo comunista também aproveita para apoiar o terrorismo islâmico e assim ajudar a desgastar os odiados EUA e seus aliados.

Israel Bloom

Anónimo disse...

Sim, é verdade. Tendo nas suas fileiras uma pessoa como Margarida Santos Lopes que teve a vergonha de dizer que a palavra "islão" quer dizer "paz", que se deve esperar do Público?

Luís Lavoura disse...

Não se pode criticar a escolha, a fotografia é efetivamente muito boa e significativa.