terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Sonso mais sonso não há

Como é que num país atafulhado de indignados ainda não houve um que se indignasse com a sonsice do secretário-geral socialista? É que sonso mais sonso não há: lidera o partido que faliu o país e chamou a troika e agora finge constantemente que não soube de nada. 
Todos os dias Seguro aparece na televisão a dizer aos portugueses que é pelo emprego, pelo crescimento - quem não será? -  e contra a austeridade. Como isso pelos vistos não chegava, agora põe-se a escrever cartas à troika nas quais expõe a sua completa vacuidade política e as suas nenhumas soluções para os problemas que o seu partido deixou. Pura politiquice interna: lá na tróika estão-se nas tintas para o Tozé de Portugal.

3 comentários:

I. B. disse...

Ainda bem que li este post. É que pensava que era apenas eu que ficava abismado com o topete do indivíduo. Onde esteve ele durante os 15 anos de P.S. e especialmente durante os 6 de Sócrates? O que fez esse homem profissionalmente na vida além de ser político? Como podem pessoas que nunca trabalharam e sempre viveram desde as «jotas» na intriga política, ter sequer o descaramento de pretender falar em nome de quem sofre as políticas deles?

I.B.

Jim Pereira disse...

Sonso mais sonso não há

Anónimo disse...

Ele só escreve cartas à Troika pois sabe que esta não lhe pode responder.