segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Música de Israel


Elai Botner, Ani esh

1 comentário:

Guilherme Antonio Morgado disse...

Caso não fosse a sua resposta a uma opinião da senhora Isabel, não era minha intenção alimentar uma discussão cuja conclusão é só uma; eu estarei sempre do lado da “barreira” contrário ao seu. Sempre!
E sempre porque também não estou nem nunca estarei subjugado à propaganda mediática que pretende condicionar a minha maneira de pensar. Leio muito do que vem “do outro lado” pela simples razão de os conhecer e saber falar os seus idiomas. E ninguem me vai dizer que “eles” dizem mais ou menos verdades/mentiras do que os de “cá”. Garanto-lhe que não.
Abstraindo as ofensas de me chamar terrorista (termo igualmente extensível a todos os que o senhor apoia e bem sabe porquê), não estou minimamente melindrado pelo facto de me acusar por apoiar os que descreve como párias.
Falo com conhecimento de causa com base no saber e força acumulados nos meus sessenta e quatro anos e por ter vivido em muitos dos locais (África, Ásia e Médio Oriente) ontem e hoje palco do assédio da pirataria Ocidental, pirataria que sabemos perfeitamente ter séculos de existência.
E se o Ocidente me dá a liberdade de o dizer alto e bom tom, mais uma razão para que procure na medida do possível ajudar a clarificar ideias retorcidas e acabar com a tendencia maldosa e ignobil de que uns são totalmente “santos” e os outros totalmente “demónios”.
Deviamos saber bem que isso não é verdade. E eu sei que não é.
Para terminar não acredite que tenho ódio aos Judeus. Não odeio Povos. Seria contrário aos princípios que defendo. Agora governos ou pirataria governamental, disso não tenha dúvidas. Mas aqui estamos um em cada lado da barreira. Não há hipóteses!
Continuarei a consultar o seu blog do mesmo modo e interesse que sigo outros que comungam os meus ideais. Mas não passará disso. Não haverão mais posts.