sábado, 27 de fevereiro de 2010

Israelitas recebem novas máscaras de gás

Os moradores da zona de Kiryat Ono, em Tel Aviv, serão os primeiros a receber as novas máscaras de gás que a partir de amanhã começarão a ser distribuídas por todo o país. O processo demorará 5 anos e quando estiver concluído terá entregue mais de 7 milhões de unidades. Neste momento apenas 70%  da população  possui  mascaras contra um ataque químico. Com a substituição agora iniciada, espera-se atingir os 100%. Fontes do IDF alertaram, no entanto, que a atribuição de novas máscaras não está relacionada com um possível confronto militar na fronteira norte, nem com o exercício de grande escala efectuado a semana passada nesse local.

2 comentários:

RD disse...

"Fontes do IDF alertaram, no entanto, que a atribuição de novas máscaras não está relacionada com um possível confronto militar na fronteira norte, nem com o exercício de grande escala efectuado a semana passada nesse local."

Em poucos outros assuntos tudo está tão relacionado com tudo como neste caso.

Também se poderia afirmar que os exercícios militares não estão relacionados com a necessidade sentida de distribuir máscaras.

Suponho que perante as tibiezas de Obama o mundo espera (fazendo de conta que não) que Israel calibre à bomba, as centrais de produção de urânio enriquecido.

O resto, já se sabe. Quando as 'belinhas' caírem, o mundo suspirará de alívio e mesmo tempo acusará Israel de ser o mau da fita.

Levy disse...

@ RoD

Israel vai-se preparando. É o único país do mundo que não pode perder uma guerra.
Sobre a fronteira norte e as máscaras, julgo que o IDF não quis alarmar a população, nem levantar ondas. De qualquer das formas é um programa de substituição.