segunda-feira, 4 de abril de 2011

O que é uma política patriótica e de esquerda?

O PCP passa o tempo a dizer que é preciso uma política patriótica e de esquerda, sem especificar em que consiste. E também ninguém lhe pergunta, pelo contrário, permitem que debite sistematicamente um discurso  simpático contra os cortes das pensões e salários, contra o aumento do desemprego, contra o aumento do IVA, contra o aumento do IRS, sem que especifique onde iria buscar o dinheiro para pagar todas as propostas agradáveis que faz.
Verifica-se pois, que tal como no tempo de Álvaro Cunhal - onde um temor reverencial imperava na classe jornalística -  o PCP continua a gozar de uma boa imprensa, que pouco ou nada escrutina o que o partido diz e que permite o discurso facilitista e demagógico com que sistematicamente se dirige aos portugueses. E quem diz o PCP, diz o BE.

4 comentários:

Picuinhas disse...

Totalmente de acordo. Nesta altura em que o PCP e o BE se preparam para começar a agitar as massas, é fundamental escrutinar os programas desses partidos e denunciar as suas intenções.

Anónimo disse...

Devem ter uma máquina de fazer dinheiro!
F.G.

Joaquim Simões disse...

David:

Na mouche!

Anónimo disse...

Na mosca ?!