sábado, 26 de janeiro de 2013

Há coisas que só a esquerda pode dizer

Se fosse uma personalidade da direita que dissesse uma coisa destas sobre um representante da ONU, Portugal assistiria a mais uma onda de indignação com gente completamente histérica a descabelar-se contra tal impropério. O Facebook inundar-se-ia de fotografias alusivas ao tema e as televisões não falariam de mais nada durante duas semanas. Mas como foi Arménio Carlos, o guardião dos trabalhadores, que apelidou de escurinho e o visado é representante do FMI  (e não da ONU)  nada se passará.

4 comentários:

Fean disse...

As mesmas palavras ditas por um humanista de esquerda não têm o mesmo significado, nem a mesma intenção que sendo proferidas por um simpatizante dos nazis da direita.

Lura do Grilo disse...

Racista .. no mínimo. Raspando a tinta superficial por baixo é a ferrugem do costume.

Guilherme Antonio Morgado disse...

Eis mais um belo exemplo do estado "democrático" e respeitador dos Direitos Humanos defendido por quem realmente não vê ou não quer ver o monstro que foi gerado há 60 anos: israel.
http://rt.com/news/israel-human-rights-boycott-032/

Dr.Phil disse...

Israel impõe controlo da natalidade a judeus etíopes.

http://expresso.sapo.pt/israel-impoe-controlo-da-natalidade-a-judeus-etiopes=f783115