quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Quem se mete com o PS, leva

11 comentários:

Pedro disse...

Também tu já caíste nisto?

há uma coisa de que não gosto neste mundo, que é que me façam passar por burro. E infelizmente, não posso acreditar que esta notícia seja outra coisa senão isso. POr mais que queira, não posso acreditar que qualquer político no seu perfeito juízo fosse capaz de censurar um jornal a trÊs semanas de eleições legislativas, porque obviamente que isso iria ter repercursões directas nos votos.. não posso acreditar no Pai-Natal, e infelizmente a única alternativa lógica para explicar isto é que foi um esquema de propaganda. Não há outra explicação racional.
Senão vejamos:
Facto - Mesmo que o PS tivesse o poder de afastar MMG do Jornal Nacional da TVI, nunca o faria a três semanas das eleições porque isso seria dar um tiro no próprio pé
Facto - Quem beneficia mais com esta notícia é de facto a direita portuguesa
Facto - não é a primeira vez que a direita portuguesa é apanhada a tentar manipular informação
Facto - A Manuela Moura Guedes é CASADA com o Moniz. A sua posição na TVI era um dos maiores tachos alguma vez vistos neste país
FACTO - O Moniz e a MMG conhecem bem os bastidores da TVI e é bem possível que soubessem que o JN não iria para a frente já a partir de agora
Facto - O Jornal Nacional era tudo menos jornalismo de qualidade... a MMG era um lobo disfarçado de cordeiro... milita e foi aliás deputada por um partido político e utilizava do seu tempo de antena para fazer inúmeras insinuações que na sua grande maioria nunca eram confirmadas
Facto - Se tem de facto alguma notícia bombástica sobre o caso Freeport, que o leve a outras estações que seguramente não terão problemas em mostrá-la, que o ponha no youtube algo que até o meu sobrinho de 4 anos sabe fazer, ou em última instância até à Polícia. Não faltam maneiras de divulgar essa informação, não sendo necessária a sua presença no JN para o fazer.
Conclusões? tire-as quem quiser. Mas a unica conclusão lógica imediata é que ninguém no PS seria estúpido ao ponto de censurar um jornal a três semanas de eleições. A segunda é que obviamente a MMG e o Moniz sabem mais do que querem deixar transparecer... teoria da conspiração? talvez.. mas quando vemos Blecks a fazer acusações desmentidas no dia seguinte, entre outras coisas... ficamos com a sensação que de facto há uma máquina de propaganda em acção. Os nazis/fascistas também acreditavam na teoria da "Grande Mentira" - repetir uma coisa nos media muitas vezes para que as massas passassem a acreditar nela! COmeço mesmo a acreditar que este país está a ser vítima de uma das maiores conspirações da história europeia do pós-guerra! É óbvio que o PS não iria censurar ninguém a trÊs semanas de eleições gerais... Isto parece ser feito para sair nesta altura e causar esta polémica!apesar de tudo tenho esperanças de que os portugueses não assinarão por baixo este atestado que o CDS-PP e o PSD lhes está a passar e que serão capazes de ver o grande engodo que é isto... aliás espero mesmo que isso não aconteça. Infelizmente não temos nem jornalistas nem comentadores à altura para denunciarem o grande golpe desta senhora, mas acredito que o passa-palavra bastará para a colocar no lugar! Pedro

provocação disse...

Hummmm, não sei se neste caso não há aí um aproveitamento da estação...

Levy disse...

Pedro, só tu é que não cais em nada. Sempre firme e hirto a defender o engenheiro e escória que o segue. Mas essa é outra discussão.

A questão aqui é que nestas coisas, não é preciso o PS ou Sócrates ordenarem seja o que for. Alguém se encarrega de fazer isso por eles. Há muita gente que precisa do tacho que o chefe dá e na ânsia de agradar faz o que for preciso. Neste caso, saiu-se mal...

Levy disse...

@ Pedro

1º partes do principio que a Oposição seria capaz de montar um esquema de propaganda, mas julgas impossível o governo montar o encerramento de um jornal;

2º a direita já foi apanhada a fazer tudo o que o PS também já fez. Parece que só tu é que não percebes isso...

3º O JN é lixo, mas tem todo o direito a existir, como as pessoas têm direito a ver lixo, e não és tu que decide o que deve ser visto ou não, quer seja lixo ou não.

4º Isso que tu disseste na notícia bombástica é o que o 1º ministro deveria ter dito. Mas por qualquer motivo não desafiou a TVI a emitir a notícia na mesma.

5º Já se percebeu que tudo o que coloca de alguma forma o PS em cheque é logo apelidado "da maior conspiração da história europeia do pós-guerra". Eu próprio não conseguiria exagerar mais.

6º Como é que sabes que não foi o PS que mandou calar a MMG e foi o PSD/CDS? Porque não o BE e o PCP?

Pedro disse...

1 . Não digo ser completamente impossível um governo encerrar um jornal em portugal mas tenho contra-argumentos de peso neste caso (a) O Socras pode ser muita coisa mas não é estúpido.. isto tem óbvias repercussões negativas na campanha dels. Só o faria se quisesse secretamente perder as eleições ( e este argumento é difícil de contrapor) (b) A MMG e o Moniz já há muito que andavam pegados com os restantes mentores da TVI... desde que saiu o MOniz, e mesmo antes já transparecia para os jornais o bate-boca que devia ir ali naqueles bastidores por causa daquela porcaria que era o Jornal Nacional (c) a ordem veio de Espanha, custa-me a crer que o poder do Socras, se o tiver chegue tão longe, (daqui a pouco é o cuplado também pela fome mundial!!! ) (d) de um ponto de vista meramente profissional a MMG era uma PÉSSIMA jornalista e o Jornal Nacional dela tudo menos isento, claro que isto não é motivo de censura, mas do ponto de vista administrativo não tenho dúvidas que uma empresa de media espanhola não gostasse do seu teor. De forma que me parece extremamente irreal que o PS tenha estado por trás do saneamento da MMG.

2 - Não me lembro do PS alguma vez ter lançado uma campanha baseada em propaganda deste tipo ( que classifico de nazi, ou seja a campanha da "Grande Mentira")... entretanto os verdadeiros temas de interesse para o país não são discutidos...

3 - Não digo o contrário mas penso ter respondido a isso na resposta 1)

4 - O PS oficialmente requisitou à TVI a emissão da tal notícia bombástica sobre o FREEPORT. ISto veio nos jornais hoje. Mas como disse se é assim tão bombástica há MILHARES de formas de a divulgar. Como sempre são insinuações que não levam a lado nenhum. A isto nos habituou MMG

5 - Infelizmente se se vier a confirmar que MMG , e outros fizeram de propósito para manchar o nome do PS, sim seria um exemplo flagrante de propaganda e incrível que ocorra no pós-guerra europeu depois dos nazis terem sido derrotados

6 - A essa pergunta nem respondo. Só te pergunto quem lucra de facto com isto. PAra mim o BE e o PCP estão fora do jogo. O poder joga-se entre PS e coligação PSD/CDS-PP...

3 -

Levy disse...

Pedro

Lê o artigo do Eduardo Cintra Torres no Público que linkei. Assino por baixo.

Pedro disse...

Ler o artigo não muda nada!

http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=Manuel%20Ant%F3nio%20Pina

este também é giro...

Entretanto, uma das minhas suspeitas já se veio a confirmar.. o do bate-boca que durava há meses... leia-se a noticia que saiu no JN sobre a pressão que Moniz colocou ao editor do Jornal da tarde na TVI de alinhar o seu conteúdo com o do Jornal Nacional da MMG....

Pedro disse...

já agora fica aqui o link para a notícia. Acho que é muito educativo lê-lo:

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Media/Interior.aspx?content_id=1353185

"Pediram-me para alinhar o jornal que editava com o Jornal de sexta-feira, com o qual não concordava, porque envergonha o jornalismo. Reflecti e tentei perceber se conseguia continuar a exercer a minha função editorial com liberdade – mas aquilo era demais e ainda não era o jornal das grandes polémicas em que se tornou mais tarde", disse Paulo Simão.

O ex-jornalista, com 14 anos alternados na TVI, abandonou a estação no dia 09 de Janeiro deste ano e, actualmente, encontra-se a trabalhar como director de comunicação de uma empresa privada.

"Eu acho que ser subserviente ao poder é tão grave quanto lançar uma campanha", disse Paulo Simão, que deixou palavras críticas para os jornalistas que "dizem que não se identificam com o Jornal da Sexta mas que admitem que este exista".

Acrescenta, no entanto, que aqueles jornalistas não enfrentam aquilo que ele teve que enfrentar: "Ou ficava e participava ou vinha embora", disse.

O ex-jornalista disse querer distinguir o Jornal de Sexta da redacção da TVI - "que tem pessoas sérias, isentas e rigorosas", sublinha - e acusou Manuela Moura Guedes de "sequestrar a liberdade de expressão" na estação.

Levy disse...

Pedro

isso são cortinas de fumo. Qual é o problema de o director da estação ter pressionado outro jornalista para fazer o jornal dele como o da MMG? Ele é o director (era).

Vejo que continuas sem perceber, que mesmo sendo a prior coisa do mundo, o JN faz parte da liberdade de expressão e da imprensa livre. E por isso nenhum governo, seja ele qual for, pode mandar silenciar um jornal. Este é o ponto central. O resto são detalhes.

Tu ao estares a citar esses 2 artigos, pareces concordar com o encerramento do JN, porque ele não tem qualidade. Ora isso não passa de censura.

Pedro disse...

Por esse prisma, afastarem um jornalista por ter uma opinião diferente e se recusar a colaborar em campanhas de difamação é que me parece ser um atentado À liberdade de expressão e censura! Mas a esse ninguém defende!!! Não sou contra nem a favor de terminarem o jornal. Não vejo porque possa ser censura.. será que por cada vez que tiram um pivot de um jornal estão a fazer censura???? lembro-me de inúmeras situações me que isso ocorreu anteriormente, na SIC, na TVI e na RTP. A verdade é uma e uma só: quem lucra com isto? O PS não é de certeza. Ou o Socras é muita burro (que não é) ou quer perder as eleições então, se de facto "censurou"

Levy disse...

Então não é? Queres melhor ganho do que silenciar o Jornal que mais o criticou? Isso não tem preço.