segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A ignorância é muito atrevida

Daniel Oliveira está no programa da D. Fátima Campos Ferreira a discutir com Medina Carreira a situação económica portuguesa. Na argumentação apenas usa o que aprendeu, ou seja,  debita a cassete do costume acerca dos  papões do mercados e dos malvados dos  neo-liberais
Ver uma pessoa como Daniel Oliveira, que pouco mais fez que o liceu e que não tem profissão conhecida,  proferir sentenças sobre assuntos como finanças ou economia, é uma coisa cada vez mais confrangedora. Alguém lhe devia dizer que ele não tem, nem preparação técnica, nem preparação intelectual para tal. 
Daniel Oliveira é o desconhecedor com mais tempo de antena em Portugal. Vale-se não só de ser de esquerda, o que é bem visto em alguns meios mediáticos, mas principalmente do facto de conseguir falar sobre tudo e mais alguma coisa, sem ter conhecimentos acerca de quase nada. É aquilo a que se pode chamar um ignorante atrevido.

9 comentários:

Cirrus disse...

Caro Levy, é só procurar:

"Filho do poeta Herberto Hélder, estudou no Liceu Pedro Nunes e no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa. Como jornalista, trabalhou no "Século" (1988-1989), "Diário de Lisboa" (1989-1990), revista "Já" (1997), "Vida Mundial" (1998-1999), nos programas de reportagem da RTP "Juizo Final" (2000) e "Loja do Cidadão" (2001) - tendo sido editor deste último -, no "Diário Económico" (2000) e no programa da RTP "Todos Iguais" (2001). Foi autor do programa "Trabalho", da RTP, também em 2001. Venceu o prémio revelação Gazeta, do Clube de Jornalistas, em 1998 com uma reportagem sobre a Primavera de Praga, publicada na revista "Vida Mundial". Foi publicitário de 1993 a 1994."

Talvez me saiba explicar como os mais preparados técnica e intelectualmente, para usar as suas palavras, deixaram que este país se tivesse afundado em semelhante atoleiro. E não se viu o gráfico de Medina Carreira e quando começou a galopada da despesa pública- pois, no reinado Cavaquistão. Custa a acreditar, não custa?

David Levy disse...

Sim, estudou no ISCTE, e não conclui o curso. Isso equivale a pouco mais que o Liceu. Que foi o que eu escrevi.
Daniel Oliveira foi tudo e fez de tudo, mas neste momento não sei o que faz, nem que profissão tem. Que foi o que escrevi. Sabe que profissão é que ele tem? Eu não sei. A não ser que considere "comentador" como profissão... se for assim já cá não está quem falou.

Não custa a acreditar. Como deve calcular não sou apoiante de quem afundou o pais. Seja de que quadrante for.

David Levy disse...

Estão agora a discutir teorias económicas. Daniel Oliveira nem pia.

Cirrus disse...

Olhe que não, olhe que não. Naquilo que interessa, que não é a teoria, mas sim a prática económica, o homem portou-se muito bem. É que eu, se tiver uma redução de salário de 20%, na teoria é apenas uma redução. Na prática, são milheres de euros a voar do estado para o meu Banco. Coisa pouca.

David Levy disse...

Toda a gente sabe até nos levaria a prática económica do Daniel Oliveira.
E aquele ar emproado, a roçar a soberba fincam-lhe mal. E dizer a Medina Carreira que ele deprime as pessoas, e do mais idiota que lhe ouvi até hoje. Quem não vai conversa do Daniel Oliveira é porque "deprime" os outros. Só achei estranho o Medina não lhe responder à letra, dizendo-lhe que a conversa de Daniel ilude as pessoas.

Fico satisfeito por ganhar assim tão bem :)

RioD'oiro disse...

Cirrus:

"Talvez me saiba explicar como os mais preparados técnica e intelectualmente, para usar as suas palavras, deixaram que este país se tivesse afundado em semelhante atoleiro."

Porque para esses "economistas", que aliás gravitam toda a "Europa", o que interessa é a criação de um "homem novo" numa "sociedade nova", mais "justa" e blábláblá. Aliás a "Europa" é, para eles, a nova terra do leite e do mel, berço do novo homem. A terra da sociedade perfeita feita à justa medida da sua regulamentação "criadora" de novos equilíbrios e de novas "relações inter-pessoais". ... e mais a fraternidade, e o estado social baseado na solidariedade sem, criação de riqueza essa coisa tenebrosa que, leva à criação de furibundos "especuladores", e mai nã sê quê ...

Eles sabem de economia mas querem reinventa-la. Convenceram-se que, tendo o poder, o mundo passaria a ser o que vai agora na cabeça deles.

E, claro, voltando Daniel Oliveira, da necessidade de confiscar hoje a riqueza de quem a tem porque, amanhã, dir-se-á que afinal, quem a tinha, era culpado de a não ter em suficiente quantidade porque ... e vem a história dos paraísos ficais e off-shores ...

Já Otelo tinha perguntado algures pelo Norte da Europa como tinham conseguido acabar com os ricos e tinha ficado de boca aberta quando lhe responderam que, pelo contrário, tinham acabado com os pobres.

Cirrus disse...

Quem disse isso ao Otelo, que foi o primeiro ministro sueco de então, Olof Palme, entretanto assassinado, não se coibiu de dizer, uns anos mais tarde:

"O homem tinha mesmo razão. Se quis acabar com os pobres na Suécia, tive primeiro de acabar com os ricos."

Pois é, é a tal coisa. Os exemplos são sempre bons de dar, e a Suécia é o melhor dos exemplos de facto. Agora talvez me possa indicar o nome de um multimilionário sueco... Seria interessante...
Por outro lado, confunde-se, com uma vulgaridade e frequência atrozes, a criação de riqueza com a acumulação da mesma. Infeliz da sociedade que fica feliz em olhar para os ricos de barriga vazia. Mas claro, isso faz o jogo de muito boa gente. Como o Medina Carreira disse ontem e bem: "PS e PSD não podem coligar-se nunca! Não há tachos para tanta gente...!". Mais uma vez, infeliz do país que apenas tem uma alternativa, o de ser roubado descaradamente. E quem ousa assim defender os seus ideais é logo apelidado de impreparado, de ignorante e de mais não sei o quê. Com certeza, e essa sei que é verdade, foi graças a Daniel Oliveira que chegamos a este ponto!

Cirrus disse...

Levy, você sabe onde levaria a prática económica do Daniel Oliveira?? Eu não! Sei onde nos levou a prática económica dos Sócrates, dos Guterres, dos Barrosos e dos Cavacos. Do Daniel Oliveira, não sei. Talvez me possa explicar como poderia ser pior. É que duvido que pudesse.

RioD'oiro disse...

Caro Cirrus,

Veja lá se estes dois são verdadeiros milionários:

http://www.oesteonline.pt/noticias/noticia.asp?nid=16347

Só em português parece haver muitos:

http://www.google.com/search?q=multimilion%C3%A1rio+sueco&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&client=firefox-a&rlz=1R1MOZA_en-GB___PT376

.