segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Não há pequenos-almoços grátis

Mas o Bloco de Esquerda diz que há e para todos os alunos do ensino obrigatório. A proposta entregue no Parlamento vai nesse sentido.
É a demagogia habitual: o Bloco veste a pele de bom samaritano e aparece a oferecer pequenos-almoços a todos. 
Os detalhes financeiros da coisa (0,50 cêntimos por pequeno-almoço x 1 milhão de alunos x 180 dias = 90 milhões de euros) e os detalhes ideológicos (mandar alunos para a escola sem comer, desresponsabilizar os pais por mais essa tarefa básica e responsabilizar os professores por mais uma dimensão - a social) não são revelados. Dizer quanto custa, quem paga e quem providencia tanto pequeno-almoço não dá assim muito jeito. Nada de novo no partido campeão do populismo.

3 comentários:

prof ramiro marques disse...

Linquei. Está fabuloso.

Anónimo disse...

Totalmente de acordo: quem "vive" nas escolas sabe que não pode ser assim.

David Levy disse...

Thanks Ramiro :)