sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Abutres

A equipa do Bnei Yehuda Tel Aviv FC venceu ontem o Paços de Ferreira por 1-0. O jogo contou com o protesto dos auto-intitulados "activistas do Comité de Solidariedade com a Palestina", que estiveram à porta do estádio em mais uma acção de propaganda política a favor dos interesses do Bloco de Esquerda. Estes "activistas" têm surgido, como abutres, em alguns eventos ligados a Israel. Desta vez a acção teve como objectivo sensibilizar a FIFA e a UEFA contra os racistas sionistas israelitas. Na semana passada importunaram os espectadores do concerto de Leonard Cohen, para que este cancelasse o espectáculo previsto para Tel Aviv, e dessa forma boicotasse o regime nazi-apartheidesco de Israel.
Se houvesse vergonha na cara e verdadeira preocupação com os palestinianos, estes agitprop jamais se denominariam de "activistas pelos direitos humanos" e seriam os primeiros a denunciar a violenta ocupação que o Hamas faz da Faixa de Gaza. Como não há nem uma coisa nem outra, e o que existe é apenas aproveitamento político do conflito, de vez em quando surgem estes "protestos", que apenas enganam os distraídos e que em tempo de eleições ficam sempre bem.

3 comentários:

Luís Bonifácio disse...

Fui ao concerto do Leonard Cohen, e nem sequer vi estes energúmenos, o que lamentei pois tive que ir escarrar à casa de banho.

Levy disse...

@ Luís Bonifácio

Eu digo o mesmo.

João Paulo disse...

Estes indivíduos são uns verdadeiros cretinos,vão disfarçar-se de gentes de esquerda e só metem nojo.Por Isso a Israel não tem que se preocupar com esta gente.Cumprimentos