domingo, 4 de julho de 2010

Ao lado da rapaziada

O primeiro-ministro ao acusar a Comissão Europeia de posições ultra-liberais, lembra Otelo Saraiva de Carvalho, que no PREC reconhecia que a razão estava do outro lado, mas ele tinha de estar ao lado da rapaziada.  É isto que Sócrates pretende: parecer que está ao lado do Povo, pelo que nada melhor do que levantar o fantasma do ataque bruxelense contra o indefeso Portugal. Acontece que, tal como a Otelo, falta-lhe muita cultura livresca, pelo que com tiradas destas, quanto muito,  será recordado pela História como a Cigarra Socialista do Magreb que praguejava contra  as Formigas Liberais da Europa civilizada.

8 comentários:

RioD'oiro disse...

Gerónimo de Sousa não podia ficar atrás e acusou hoje a Comissão Europeia de "ultra-ultra-neo-liberalismo".

O artista dança bem mas não me alegra.

David Levy disse...

Sim, eles andam em competição uns com os outros. Quando for o imbecil do Louçã, nem imagino o que dirá.

Cirrus disse...

E como será que a besta do Paulo reagirá? Ele que até lucrou com os submarinos ultra liberais?

David Levy disse...

@ Cirrus

Que provas tem para afirmar isso?

Cirrus disse...

As mesmas que temos que o Sócrates despediu a Manuela... Por exemplo...

David Levy disse...

Mas o Sócrates não despediu a Manuela Moura Guedes...

DE qualquer das formas, a MMG está despedida, isso é um facto inegável, porque está a vista de todos. Já os benefícios do PP com os submarinos...

Cirrus disse...

Não despediu??? O tanas, despediu pois. Quanto ao Portas, claro que comeu. E não é por acaso que andou até às quatro da manhã a tirar fotocópias...

São todos santos, sabe?

David Levy disse...

Eu não sei de nada...