sábado, 9 de outubro de 2010

12,5 é mais do que 11

Apesar de já ter anunciado a medida na famosa "quarta-feira negra", Teixeira dos Santos voltou hoje a anunciar a subida de 1% das contribuições dos funcionários públicos para a Caixa Geral de Aposentações. O remake do anúncio tem apenas propósitos propagandistas, pois o ministro  afirmou que desta forma se equiparam os descontos dos funcionários públicos aos 11% pagos pelos trabalhadores do privado. Nada mais falso: não só os trabalhadores do Estado já pagam neste momento mais que os do sector privado, como  este aumento das contribuições vai fazer aumentar a diferença.  Actualmente quem trabalha para o Estado desconta 11,5% do salário (10% CGA + 1,5% ADSE), contra 11% dos privados. Com a nova medida o funcionário público passa a  descontar 12,5% (11% CGA + 1,5% ADSE). São cálculos simples e que qualquer um pode fazer,  até um jornalista. Não se percebe como é que estes profissionais vão às conferências de propaganda imprensa do ministro Teixeira dos Santos e o deixam mentir descaradamente.

2 comentários:

Cirrus disse...

Reparei nisso e nem queria acreditar no que estava a ouvir.
Mas até houve um canal que insistia que os rebaixamentos de salários da FP eram sobre o total bruto, incluindo os descontos para a... Segurança Social...

David Levy disse...

@ Cirrus

Eles vivem de expedientes destes e os serviços informativos são o que se sabe...