quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Decisões essenciais

Aos poucos a tralha socialista começa a ser removida do ensino. Depois de apresentar uma reforma curricular de apagou as áreas não disciplinares, o ministro da Educação revogou o Currículo Nacional do Ensino Básico - Competências Essenciais.
O Currículo mais não foi do que uma fonte inesgotável de eduquês e um dos pilares da construção da Escola Socialista em Portugal. Já as famosas competências, por serem inaferíveis e inverificáveis, levaram à degradação completa do ensino: desvalorizaram quer a transmissão de conhecimentos, quer a diferenciação dos alunos pelo mérito. Nenhum professor conseguia provar que um aluno não dominava uma determinada competência, mas contrário era a coisa mais fácil do mundo - bastava dizer-se que atingiu as competências e por um passe de mágica o discente era imediatamente certificado e estava apto a engrossar as estatísticas do sucesso. Os professores que se atreveram a contestar a infalibilidade do ensino das competências quase foram escorraçados das escolas e muitos foram rotulados de inimigos do povo
Por todos estes motivos, a decisão do ministro Crato é de louvar. E o facto de as Benaventes da nomenklatura eduquesa socialista não gostarem da decisão isso só a prova que é uma excelente decisão.

2 comentários:

Rantanplan disse...

Excelente decisão. De qualquer forma ainda há muito a fazer no sentido de aumentar a qualidade educativa em Portugal, que tem que forçosamente passar por exames a cada vez mais disciplinas no final de cada ciclo.

David Levy disse...

Rantanplan,

seja bem vindo a este humilde blogue :)