quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Separação

é o nome da série da televisão pública turca que está a deteriorar as relações entre Israel e a Turquia. Num excerto revelado pelas televisões israelitas, um militar encurrala uma menina palestiniana que tem apenas tempo para esboçar um sorriso antes de ser atingida no peito. Noutro, um recém-nascido é morto nos braços do pai. Há também imagens de pelotões de fuzilamento, de tanques a avançar sobre multidões e de velhos espezinhados nas ruas. O ministro dos negócios estrangeiros israelita, Avigdor Lieberman, já acusou a televisão e o governo turcos de incitamento ao ódio.
Recentemente outras duas situações azedaram a tradicional amizade entre Israel e a Turquia: no início desta semana o governo turco impediu a participação do exercito israelita nas manobras da NATO previstas para o seu território, e no ultimo Fórum Económico Mundial, o primeiro-ministro Erdogan fez uma manobra demagógica provocando uma discussão com o Presidente Shimon Peres.

4 comentários:

Range-o-Dente disse...

... a coisa está, portanto, a 'compor-se'.

Duarte disse...

O que diriam os turcos se fosse criada uma série israelita que abordasse os massacres de 1915 que vitimaram cerca de um milhão de arménios? E se fosse também abordado o tratamento dado aos curdos na Turquia?

Daniel Santos disse...

De humanidade e tolerância, este mundo já tem pouco.

ejsantos disse...

"O que diriam os turcos se fosse criada uma série israelita..."
Touché!