quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Central dessalinizadora de Hadera prestes a arrancar

Será a maior central dessalinizadora do mundo, situa-se em Hadera e está prestes a começar a sua actividade. O Ministério da Saúde já aprovou a qualidade da água e em breve a central começará a bombear água dessalinizada para a Mekorot, a companhia nacional de água de Israel.
Esta nova central vem reforçar as outras duas já em funcionamento, a de Ashkelon e a de Palmachim, e irá aliviar em muito o problema das reservas de água do país, pois terá um capacidade de dessalinização de 300 milhões de metros cúbicos/ano.
A reserva mais aliviada será o Lago Kineret (Mar da Galileia), de onde todos os dias são retirados 1,7 milhões de metros cúbicos de água, que escoam através do Aqueduto Kineret-Negev. Este famoso aqueduto foi em parte responsável pelo florescimento da agricultura israelita, pois está conectado com os sistemas de rega mais avançados do mundo.

3 comentários:

Dylan disse...

Uma das acusações dos anti-semitas é que Israel está a "roubar" água aos Palestinianos. O que podes dizer-me acerca disso?

Levy disse...

@ Dylan :)

Sobre isso já aqui falei. Podes ver aqui.

http://lisboa-telaviv.blogspot.com/2009/11/afirmacoes-de-que-israel-retira-agua.html

Anónimo disse...

Depois de despejar dejetos na fonte de Ariel vem com essa.

Israelenses fazem campo de golfo no deserto e palestinianos só recebem água de 3 em 3 semanas.

Em Hebron o negócio é ruim p/ o lado dos árabes, sejam eles cristãos ou muçulmanos.

Em 1949 os sionistas já tinham roubado todas as terras árabes da partilha. 30 anos de guerra civil p/ a ONU votar a partilha de terras que já haviam sido roubadas pelas milicias judaicas.