sexta-feira, 25 de março de 2011

7,8%

A economia israelita cresceu 7,8% no 4º trimestre do ano passado, o que coloca a taxa de  crescimento económico de 2010 em 4,5%. A maior desde 2006. 
O crescimento do 4º trimestre ficou a dever-se ao consumo privado, aos gastos do governo e  principalmente às exportações que aumentaram 22,5%.
Estes dados revelam que a economia israelita teve em 2010 um desempenho muito superior à média da OCDE (2,8%) e ao de países como a Suécia (4,4%), o Japão (3,7%) e a Alemanha (3,5%). O crescimento de Israel apenas foi ultrapassado pelo México (5%), Chile (5,2%) e Coreia do Sul (6,2%).
Recorde-se que em países como Portugal, se fazem autenticas fanfarras com previsões de crescimento de 0,2%.

2 comentários:

prof ramiro marques disse...

É claro que Israel não tem um governo socialista.

David Levy disse...

Precisamente. Mas mesmo os trabalhistas israelitas põem os xuxas cá do burgo a milhas de distância.