quarta-feira, 9 de março de 2011

Não gostam da verdade

Francisco Assis não gostou do discurso do Presidente da República, considerou-o impróprio e sectário. Se os socialistas não gostaram, isso por si só prova que o discurso foi bom.

5 comentários:

joshua disse...

Sem dúvida que o desagrado socialista nos deixa contentes. Foi um óptimo discurso, servido frio como deve ser.

O resto é só nas urnas para refrescar os ares.

Aquele Abraço, companheiro.

David Levy disse...

Abraço Joshua :)

Daniel Santos disse...

sinceramente, ouvi algumas coisas e fiquei a pensar como é que só agora Cavaco descobriu aquilo?

Cirrus disse...

Cinco anos a dormir. É caso para dizer que a Bela Adormecida acordou. Ou isso ou não vai concorrer para um 3º mandato. Acho que é proibido...

fiat lux disse...

O discurso foi o que foi, até o Pacheco Pereira bateu na pobreza de ideias. Também o que é que ele esperava vindo de quem vem...
Vingança pura, mas é lá com eles.

Se o critério de qualidade fosse medido pelo desagrado dos adversários teria que se considerar o Sócas o maior. Só este blogue está farto de contribuir...

O discurso teve virtudes mas é preciso o roto ter muita lata para apontar o dedo ao esfarrapado e fingir que não é nada com ele. Gostei especialmente da condenação da 'escolha por filiação partidária e não mérito'. Quer dizer que o Oliveira e Costa, que lhe deu a ganhar lucros ilícitos que nós agora pagamos, o Dias Loureiro e tantos outros não são do PSD?
LOOOOOOOOOLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!