quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Um bom indício

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, deu hoje a entender que Portugal não irá votar favoravelmente o reconhecimento do 'Estado da Palestina'. Até que enfim algum realismo no meio de tanto histerismo palestinianista.
Já o presidente americano, Hussein Obama, distraiu-se e tomou uma decisão sensata.

3 comentários:

mil disse...

Essa do Hussein Obama foi muito bem achada e está a ser um must a nível internacional para as obamanias.

Espero que se distraia mais umas vezes -pode ser que saia algo de positivo. Se a Palestina fosse um estado, os ataques terroristas passavam a ser guerra oficial? Pois...

Anónimo disse...

Caro Ley, sou um leitor assiduo, e um apoiante da causa de Israel, i.e., o direito a ter paz verdadeira, faz muito tempo. Neste sentido gostava de perceber (sem nenhum tipo de sarcasmo), como é que a não criação de um estado Palestiniano pode ajudar Israel? Ou melhor, quais são os argumentos para não se querer a criação do estado Palestiniano?
Mais uma vez refiro que a pergunta é sincera, e que gostava de conhecer esse ponto de vista. Muito obrigado pela atenção, e continuação do bom trabalho!
Rui

David Levy disse...

Caro Rui,

Como deve saber, sou favorável à criação de um 'estado palestiniano' em parte dos territórios da Judeia e da Samaria.
Vou por um post onde explico porque é que não deve ser reconhecido neste momento um estado palestiniano.