segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Ayatollah Yosef?

Ovadia Yosef, ex-Rabino-Chefe Sefardita de Israel e líder espiritual do Partido Shas, voltou a dar nas vistas pelos maus motivos do costume. No seu sermão semanal referiu-se à esquerda israelita como sendo "anjos da destruição", que é como quem diz uns "mal-feitores". É certo que os partidos Meretz e Trabalhista não são flores que se cheirem, mas usar este tipo de vocabulário é um manifesto exagero. 
Ovadia já é conhecido pelas suas tiradas incendiárias: apelidou os árabes de cobras venenosas, disse que os judeus que não observam o Shabat são piores que animais, desejou a morte de Mahmoud Abbas e do seu povo e insinuou que o incêndio do Monte Carmelo, ocorrido em Dezembro no ano passado e que matou 40 pessoas, foi um castigo de Deus resultante da profanação do Shabat. Todas estas declarações poderiam ser consideradas desvarios mentais sem importância se Ovadia não fosse quem é. Mas tendo a importância que tem, deveria ter mais tento na língua e se possível não se meter em assuntos políticos. Este último desejo já não é possível de se realizar, visto que o partido que fundou, o Shas, é um dos grandes partidos israelitas. E é bem o exemplo do que acontece quando se mistura a religião com a política: obtém-se o pior das duas.
Quem chegasse agora de Marte e ouvisse Ovadia Yosef a discursar ainda poderia julgar que se tratava de algum Ayatollah a proferir impropérios, mas não, trata-se de uma das maiores autoridades religiosas em Israel.

6 comentários:

Joaquim Simões disse...

Que alguém detenha autoridade em matéria de religião já é um mau indício. O resto vem por acréscimo.

Anónimo disse...

Bem ele pode dizer os disparates que quiser, muita gente o pode criticar e outra tanta gozar com ele. No Irão dos aiatolás, estes podem dizer os disparates que quiserem, mas ninguém os pode criticar e muito menos gozar com eles, esta é que é a grande diferença.
F.G.

Anónimo disse...

@ F.G.

Isso porque em Israel não mandam os Ovadias deste mundo.

David Levy disse...

F.G.

Já para não dizer que nos blogues palestinianisto-comunisto-bloquistas jamais verá uma linha que seja contra os tiranos do Irão e de outros lugares. Os Ayatolás ai gozam de muita popularidade.

o castendo disse...

Boa tarde David Levy,
Subscrevo inteiramente o seu post.
Caro F.G.
Que eu saiba já por várias vezes o Partido Shas integrou o governo de Israel...

David Levy disse...

@ Castendo

Em alguma coisa haveríamos de concordar. :)