segunda-feira, 29 de junho de 2009

O ministro bem informado

Passando por cima da verdade La Palisseana, de que tudo o que não é eterno se aproxima do fim, que credibilidade terá um ministro que foi considerado o pior da Europa? Teixeira dos Santos não faz a menor ideia se a crise está a acabar ou não. Baseia-se nuns estados de alma chamados "índices de confiança", que tanto sobem como descem, para anunciar o fim da crise em proveito próprio.
O ministro das finanças foi o último a perceber que a crise tinha começado. Conseguiu a proeza de anunciar o fim das restrições orçamentais no preciso momento em que a crise surgia por todos os lados. Agora é o primeiro a anunciar que ela está a acabar. Lembra uma celebre personagem do governo iraquiano, que esbracejava que os americanos estavam a ser derrotados e que jamais entrariam em Bagdad. Mas não era o ministro das finanças, era o ministro da propaganda.

4 comentários:

Maldonado disse...

Gostei da comparação com o comic Ali: é bastante acertada. :))

Levy disse...

Maldonado :)

Infelizmente é. Deve ser a milésima vez que anunciam o fim da crise....

Range-o-Dente disse...

:)

http://fiel-inimigo.blogspot.com/2009/07/curtas.html

Chapelada.

Levy disse...

@ Range-o-Dente

Thanks :)