sábado, 24 de abril de 2010

Está para nascer um primeiro-ministro que goste mais de portos do que eu

Alheio aos problemas que afligem o país e aborrecido por não ter mais nada que fazer, o primeiro-ministro ocupa as tardes em acções de campanha eleitoral.
Depois de se ter dedicado ao problema dos sofás, e de ter dado uma perninha à Madeira e ao Alqueva, Sócrates regressa ao fascinante mundo dos portos marítimos. Desta vez o feliz contemplado foi o terminal de cruzeiros do porto de Leixões, que teve hoje direito a corte de fita. Como se isto tudo não bastasse, entre a tesourada e os sorrisos para o telejornal, Sócrates  ainda conseguiu  entreter a assistência com conversa da treta, declarando que adora portos. Mais um exemplo de como os níveis de cretinismo do primeiro-ministro estão em constante crescimento e  reinvenção.  É este o destino dos portugueses: serem mal governados e ainda por cima gozados.

5 comentários:

provocação disse...

Tenho para mim que um dia o, nessa altura ex, Primeiro declarará que afinal os Portos de que falava eram os Ferreira e os Croft, que foi afinal esse o segredo para desgovernar o país e daí terá advindo tanto disparate, "pá".

Joshua disse...

Ri desbragadamente quando o ouvi declarar que "adora portos". É ridículo. Parecia uma caricatura do PM feita pelos Gatos Fedorentos...

Anónimo disse...

Só pode estar a gozar gozar. Enquanto os especuladores vão preparando o assalto às nossas finanças, o P.M. vai divagando sobre a beleza dos portos...
F.G.

Anónimo disse...

Há qualquer coisa de muito errado na cabeça da pessoa. Tudo nele é preparado e estudado encontrando-se agora em fase light, popular, quer dizer: ou já a fez ou está para a fazer...

Anónimo disse...

Simplesmente ... imbecil.