terça-feira, 31 de agosto de 2010

Não negue à partida uma ciência que desconhece

O eterno optimista/vidente José Sócrates lembra cada vez mais aqueles profetas que andam há anos a anunciar o fim do Mundo: prevê, prevê, mas nunca acerta.  A diferença é que ao contrário dos outros adivinhos,  o primeiro-ministro só pressente coisas boas. O desemprego é disso um bom exemplo, pois não só prometeu o paraíso na Terra com a criação de 150 mil empregos, como, uma vez falhada a profecia promessa, todos os dias anuncia o fim da crise e a descida da taxa de desemprego. Infelizmente para o vidente engenheiro a realidade esbarra constantemente nos seus delírios, como se pode verificar mais uma vez hoje, com a revisão em alta da taxa de desemprego. Ainda diziam mal da Alcinda Lameiras.

2 comentários:

Cirrus disse...

Ateção que a notícia é "Desemprego recupera". Logo, é para aumentar, não é? O desemprego.

David Levy disse...

Pois, mas como já vem a recuperar desde 2005, e até antes, presume-se que seja para descer.