segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O regime combate a corrupção

O Presidente da República, Cavaco Silva, promulgou o chamado “pacote anti-corrupção”, que já havia sido aprovado por unanimidade  na Assembleia da República a 22 de Julho.
O finalizar deste acto permitirá que Portugal fique ao nível da Itália, que é o país do Mundo que tem mais  aprovações deste género. A demonstrá-lo está o caso  da Sicília, cujo parlamento chegou a aprovar leis anti-máfia com os votos favoráveis da própria ala mafiosa.
Tal como em Palermo, também em Portugal se perceberá que este novo apetrecho legislativo não vai servir para nada a não ser para colar os partidos do regime à chamada luta contra a corrupção. Luta essa que não passa de um género de estandarte que fica bem às organizações partidárias. Como o sistema político é um dos principais focos da trafulhice e do compadrio, nada como apresentar umas leis palavrosas e bem enfeitadas - muito ao estilo do Partido Socialista - para fingir que combate a corrupção.  E para o fingimento ser mais credível, a solução é apresentar leis em pacote.

2 comentários:

Daniel Santos disse...

Finalmente uma novidade em Portugal... Cavaco Silva promulgou vários diplomas sem se sentir contrariado.

David Levy disse...

Neste nem podia. Até parecia mal ser contra a corrupção.