sábado, 8 de maio de 2010

Em Angola não há gays, isso é coisa de brancos

 A nomeação do embaixador de Israel em Luanda foi recusada por Angola devido ao facto do Embaixador, Yitzhak Yanuka, ser assumidamente homossexual, de acordo com um relatório publicado na imprensa.
O embaixador israelita Yitzhak Yanuka está em Angola com seu parceiro, Mikey Goldstein, desde 1995. Goldstein é o chefe da Jerusalém Open House, e durante anos foi um activista da comunidade gay e lésbica de Israel.
O resto da história no Blogue Corta-fitas e no The Jerusalem Post.

5 comentários:

Maldonado disse...

Incrível! :-o
Nesse país existem homossexuais, mas infelizmente, por razões sócio-culturais resultantes da colonização e da influência da Igreja, eles vivem na clandestinidade...

Anónimo disse...

Onde é que estão as vozes indignadas dos defensores destas causas? Se um crente de qualquer religião acha que a homossexualidade é pecado, é vê-los aos berros, mas como se trata de Angola está tudo em silêncio!
Deve ser para preservar as boas relações com Angola. Também nunca vi esta gente protestar contra a execução sumária de homossexuais no Irão.
Pois, já me esquecia no Irão não existem homossexuais! É tudo uma invenção sionista!
F.G.

Hakime disse...

Meu Deus do céu! Que ignorância mais vergonhosa! Deus pra ver que com essa atitude os angolanos demonstram ser mais África do que comunidade lusofónica! Definitivamente, a África não integra o Ocidente.

Defecando e Andando disse...

Será por temerem a concorrência? lolol

Anónimo disse...

Sou matondo. procuro companhia
(00244) 937 461 049
matondo.kole@nlsupervision.com