terça-feira, 4 de maio de 2010

Sabão azul e branco

Em vez de ficar em casa sossegado, e  poupar Portugal ao enfado dos dicionários de português-alegrês,  Manuel Alegre decide avançar  rumo a Belém. O poeta-candidato deu hoje o tiro de partida, declarando-se convencido que o país necessita do seu contributo, e assegurando que se trata de uma candidatura “suprapartidária, mas não neutra”.
Aguarda-se, pois, com expectativa o número de partidos que  o suprapartidário Alegre abarcará, e qual será o PH da sua candidatura. A julgar  pelo ar do candidato, não andará longe do PH do sabão azul e branco.

5 comentários:

Nuno disse...

Um pateta Alegre, o candidato. Triste figura. Mas nada que seja novidade, ha' trinta anos que faz figura triste.

Mariagaby disse...

Eu cá até gosto que ele avance! Só para ver a indigestão que vai causar ao Socras, já vale a pena! EH,EH,EH! Antiácidos, quero dizer, antisapos, precisam-se lá para os lados de São Bento!

David Levy disse...

@ Gaby

E que seja um sapo daqueles bem gordos e peçonhentos.

David Levy disse...

@ Nuno

30? Já são bem mais lol

Pata Negra disse...

Está em marcha uma candidatura verdadeiramente revolucionária à presidência da república. Para que ela ganhe dimensão pública suficiente para acordar uma democracia, adormecida nos sofás que estão frente às televisões dos portugueses, é necessário que assines e divulgues, por tudo o que é WEB, a petição "Pata Negra à presidência da República" em http://www.ipetitions.com/petition/patanegra/