segunda-feira, 4 de maio de 2009

Bloco Central: uma hipótese como outra qualquer

O país político anda entretido com a novela do "Bloco central". Depois de este assunto ter sido abordado por Mário Crespo na entrevista a Manuela Ferreira Leite, não se fala noutra coisa. Todos os líderes partidários já vieram a terreno mostrar a sua repulsa pela ideia. Hoje foi a vez de MFL voltar a desdizer-se, ao afirmar que “Isso [uma coligação] é verdadeiramente impensável”.
Percebe-se perfeitamente que ninguém queira, a esta distância das eleições, estar a fazer conjecturas de governo. Mas o que já não se percebe é a repulsa geral pela ideia. É uma hipótese com outra qualquer. Nem mais nem menos. Mas só deve ser equacionada depois das eleições. De que serve andar neste momento com histerismos, se a questão não se coloca agora? Por que é que não se faz o mesmo escrutínio às outras coligações possíveis: PS/PCP; PS/BE; PS/CDS; ou PSD/CDS? A quem interessa discutir apenas esta coligação?

2 comentários:

sou eu, sou! disse...

A quem interessa, eu cá não sei!Mas proceder à exumação do BC numa altura em que o PS e o PSD têm perspectivas diametralmente opostas da gestão da res publica serve de foguetório para alimentar conversas e palestras, mas não leva a lado nenhum!!!

Levy disse...

Nada leva a lado nenhum. Casa onde não há pão...